Árvores Genealógicas

Walmir da Rocha Melges

Hoje é 22 de maio de 2013, e agora são 13 horas e três minutos.

Depois de muito aguardar, decidi “colocar no ar” a nossa árvore genealógica COMPLETA (http://www.myheritage.com.br/site-family-tree-19176781/web-site-da-familia-melges), tal qual eu apurei até hoje, dentro das seguintes limitações:

  1. É fruto de 40 (quarenta) anos de pesquisa, onde eu e meu pai executamos as seguintes tarefas:
    1. Visitamos e entrevistamos parentes em Lins e em muitas outras cidades, rememorando fatos contemporâneos e do passado, anotando fatos e histórias (que estou aos poucos disponibilizando no site familiar familiamelges.org), bem como datas de nascimento, batizado, casamento e falecimento de todos os familiares que conseguimos.
    2. Viajei para dezenas de cidades em busca de dados em cartórios, igrejas e cemitérios.
    3. Pesquisei, em todos os sábados ao longo de 6 longos meses, na “Estaca de Birigui”, ou seja no “CHF – Centro de História da Família” da Igreja Mórmon daquela cidade.
    4. Li milhares de folhas em maquinas leitoras de microfilmes manuais, quando pesquisava nossos antepassados no Brasil e na Alemanha, anotando os dados interessantes.
    5. Pesquisei longamente em sites na internet, existentes no Brasil, na Alemanha e em outros países, participando inclusive de Grupos de Discussão em genealogia geral e genealogia alemã.
    6. Troquei cartas com dezenas de pessoas do Brasil, dos Estados Unidos, e da Alemanha.
    7. Troquei milhares de mensagem de e-mails com parentes, conhecidos e pesquisadores de genealogia.
    8. Elaborei pequeno subsídio sobre nossa genealogia que foi publicado em livro do Instituto Hans Staden no Brasil.
    9. Briguei com vários parentes por pontos de vista discordantes.
    10. Solicitei e pedi para centenas de parentes que auxiliassem no esclarecimento dos nós, enviando as informações dos seus ramos familiares, e recebendo de volta apenas poucas dezenas de respostas.
    11. Respondi centenas de cartas, telefonemas e e-mails onde parentes buscavam encontrar suas raízes na nossa árvore genealógica, e a todos esclareci.
    12. Recebi a colaboração de muitos pesquisadores desconhecidos, dos quais a maioria ainda não conheço pessoalmente, quando constatei que o interesse do pesquisador em auxiliar é muito maior que o interesse do parente em fornecer poucas informações.
    13. Tenho cópias e fotos de documentos importantes, de livros de registro de nascimento, batismo, casamento e falecimento, bem como mapas antigos.
    14. Tenho ainda muito trabalho para ser feito, mas por vezes, a falta de colaboração, pequenina colaboração como apenas um seu consulente responder qual é o nome do avô e a data de nascimento acabou fazendo com que eu “deixasse para outro dia”, não como desânimo, mas até por considerar um desaforo.
    15. Acumulei algumas dezenas de fotos dos nossos antigos, os quais serão, oportunamente colocados no ar, no mesmo site onde agora depositei os dados genealógicos.
    16. Comecei, por várias vezes, um livro, mas depois decidi ir colocando, paulatinamente, tudo quanto eu e meu pai escrevemos, no site familiar, deixando de lado o anseio pessoal de ter um livro nas prateleiras de genealogia de algumas livrarias.
    17. Fui atropelado pela vida, pelas necessidades profissionais e familiares e pela falta de tempo, que cumularam contra mim, mas que sei que são apenas fases e acontecimentos fora do controle da vontade individual.
    18. Sei que todos os que me auxiliaram fizeram esforços para me atender e a todos agradeço.
    19. Sei que muitos dos que não me atenderam também foram atropelados pela vida e pelas suas necessidades, tal qual eu o fui.
    20. Solicitei a manifestação dos parentes sobre colocar as informações até a geração nascida em 1950, ou colocar todos, e diante da falta de manifestação contrária, pois apenas meia dúzia se manifestaram a favor, decidi colocar todos quanto tenha hoje.
    21. Infelizmente acabei perdendo – quando da minha mudança de Lins para Ribeirão Preto – dois volumes importantes com muitas anotações antigas, bem como uma pasta contendo documentos valiosos, e esta perda me impediu de fazer uma revisão final antes de colocar a nossa descendência na Internet.
      1. Percebi, somente no ano de 2012, que as mudanças do software que utilizava para catalogar e gerencias nossas informações acabaram trazendo algum prejuízo, pois houve mistura de famílias e datas em alguns ramos familiares, e isto não consegui recompor pois quando comecei a informatização o ambiente era o DOS e depois o software que utilizava inicialmente não acompanhou a mudança para o Windows, fazendo com que eu fosse obrigado a mudar de software.

Diante de tudo isto, existem erros a serem sanados e então solicito que os parentes adotem algum dos seguintes procedimentos para saná-los:

  1. Caso não concordem que os dados do seu ramo familiar fiquem expostos na internet, solicitem que farei a exclusão a partir do seu nó, que é composto pelo seu casamento e seus filhos.
  2. Caso existam dados incompletos dos seus ramos familiares, favor enviar as informações que farei a adição.
  3. Quando houver dados incorretos, basta informar o que está errado e fornecer o correto que eu farei as correções.

Estas informações serão todas gerenciadas por mim, o que significa que não vou abrir o site para outros com poderes de administrador, mas farei todas as modificações que forem pertinentes o mais rápido possível, dentro da minha agenda.

NEWSLETTER

Inscreva-se para receber nossa newsletter...

Esta informação nunca será compartilhada!